Pousadas de São Paulo aguardam autorização para reabertura

Diversos empreendimentos fazem melhorias e ações para atender os clientes no retorno das atividades

Por Priscila Gomes - 15/04/2020 em Notícias / Turismo - atualizado em 17/04/2020 as 16:01

Muitos já imaginam quais serão as pescarias para esse ano após a quarentena. Assim como diversas pousadas de turismo de pesca esportiva do Brasil e da Argentina, os empreendimentos do Estado de São Paulo aguardam pela retomada das atividades. “Estamos esperando ansiosos pela liberação para voltarmos a atender os turistas com a mesma qualidade de sempre”, ressalta Antônio Bento Júnior, proprietário da operação Black Mamba.

O período de isolamento social por conta do coronavírus mexeram com as reservas. “Elas ficaram muito irregulares. Estamos em busca de uma melhora do processo”, diz Edson Nunes Yanaguida, proprietário Pousada Sossego. O proprietário da Operação Costeira e Oceânica, Carlos Eduardo Capato, conta que assim que os serviços de turismo forem autorizados a abrir, a operação irá remarcar as datas das pescarias com os clientes. “Além disso, estamos pensando em ações para melhor receber os turistas”.  

Por falar em ações, o Barco-Hotel Jolitur diz que estão aproveitando o tempo de quarentena para retoques na embarcação. “Estamos sempre atrás de alternativas. Não podemos cruzar os braços nesse momento”, destaca o proprietário do empreendimento, Zé Roberto. Além de melhorias na estrutura e remarcações de viagens, uma outra medida que a Rancho Curuca encontrou foi fazer pacotes com valores diferenciados para grupos de pescadores. “Estamos atendendo também casais e grupos de mulheres para a pesca até setembro. A pousada ainda está pensando em mais ações para apresentar a qualidade e o atendimento impecável que conquista os pescadores”, diz Leonardo de Camargo Orlando, proprietário do Rancho Curuca


O presidente da Federação Paulista de Pesca Esportiva, Ivan Miraldo, ressalta que a entidade está conversando com os empreendimentos de turismo e muitos deles estão se preparando para a reabertura com várias ações, até com capacitação de atendimento aos clientes. “Vamos respeitar esse período e na volta estaremos com tudo e ainda com mais ação de peixe”. 

Então, pescador: assim que der, claro com todos os cuidados de prevenção ao coronavírus, vá retornando para o esporte da pesca esportiva! 

Veja o depoimento completo do proprietário do Rancho Curuca, Leonardo de Camargo Orlando: 


 

Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS