Loader

Pesquisa sobre a pesca com mosca no Brasil

Curiosidades, técnicas, locais de venda de equipamentos e outras questões estão presentes na pesquisa.

Por FishTV - 29/06/2017 em Notícias / Meio Ambiente

A pescaria, desde que se tornou um esporte, vem adquirindo apreciadores no mundo todo. Seguindo essa ideia, Rafael Wischral Souza, proprietário do fórum Fly Fishing Brasil e diretor Regional da Associação Brasileira de Pesca com mosca no Paraná, fez uma pesquisa para saber um pouco mais sobre os apaixonados pela atividade no país e algumas curiosidades do esporte.

A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 16 de junho e obteve um total de 127 respostas de apaixonados pela pesca esportiva e, claro, da técnica com mosca. As perguntas foram divulgadas em diferentes páginas sociais, como Facebook, blog e fórum de pesca e mostraram várias opiniões. Nas primeiras perguntas, Rafael queria saber como e quando os participantes começaram com a prática. Logo, a maioria afirmou que a indicação de amigos prevaleceu, assim como as sugestões e técnicas da Fish TV. Em seguida, a dúvida era quais lojas os pescadores compram seus equipamentos. A loja Fly Shop Brasil ganhou muitos votos, assim como a loja do apresentador Betinho Oliveira, do programa A Arte do Atado, da Fish TV.

Seguindo com diferentes dúvidas e curiosidades, os apresentadores Kid Ocelos, do programa Na Pegada do Fly, e Betinho Oliveira, citado mais uma vez, podem ficar contentes, pois as dicas de pesca valeram muitos elogios dos participantes. Eles são mencionados como grandes mentores da galera que pesca com mosca. Sobre as mídias de divulgação da arte, a Fish TV, mais uma vez, ficou na frente, acompanhada do fórum do Rafael, criador da pesquisa. 

Para finalizar o questionário, Rafael perguntou algo que muitos apaixonados com fly querem saber: "O que falta para a pesca com mosca crescer no Brasil?". Entre diversas ideias, uma expressão foi a mais citada, que é o alto valor dos equipamentos no país, assim como a falta de divulgação nas mídias. "Espero que a prática seja ainda mais divulgada no país, pois percebi que muitas pessoas desconhecem e querem mais informações sobre isso", finaliza Rafael.

MAIS NOTÍCIAS