Pesca esportiva ganha mais uma aliada: a cartilha do Pescador 2017

Polícia Militar Ambiental busca alertar a todos sobre as leis referentes à pesca e proteger os pescados.

Por FishTV - 01/06/2017 em Notícias / Meio Ambiente

Informar as pessoas sobre as normas da pesca no estado do Mato Grosso do Sul foi a principal ideia da Polícia Militar Ambiental para a criação da Cartilha do Pescador. Em uma nova edição, o manual começou a ser distribuído e visa informar a população sobre as espécies de peixes, restrições, tamanho permitido de captura, rios onde a pesca é proibida, cota de captura e petrechos de uso do pescador.

"Mesmo com todo o conhecimento sobre pesca, as pessoas ainda cometem erros e sofrem penalidades. Nos deparamos com situações diversas e devemos cobrar por seus atos", afirma o Coronel Queiroz, responsável pela criação da cartilha. O autor do ato deve ser encaminhado à delegacia, se autuado em flagrante, podendo ser preso de um até três anos. Na esfera administrativa, ocorre uma multa de R$ 700 a R$ 100 mil, mais um percentual de R$ 20 por quilo do pescado irregular, tendo, também, a carga apreendida.

De acordo com Queiroz, existe uma época do ano que há mais irregularidades. É nesse momento que a polícia procura alertar ainda mais sobre as normas do estado que são diferentes de outros locais. Para realizar o trabalho de fiscalização da pesca, são selecionados 362 policiais ambientais. Porém, como a pesca predatória é crime, todas as forças de segurança agem na identificação dos culpados. Outro momento que deixa os policiais preocupados é o período da piracema, fase da reprodução de várias espécies. "Ficamos apreensivos nessa época, pois os cardumes ficam vulneráveis à pesca predatória", afirma o coronel. "Mas, temos que agir e pensar no mundo em que vivemos, pois o ambiente precisa ser preservado", conclui.

Para saber mais sobre as normas da pesca acesse o site da Polícia Militar Ambiental - aqui - ou faça download da cartilha aqui.
Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS