Você se considera um pescador de verdade?

A pesca esportiva vai muito além de pescar e soltar

Por Ester Quaresma - 15/12/2020 em Notícias / Geral - atualizado em 15/12/2020 as 14:47

Aventureiros, apreciadores da vida ao ar livre, que gostam de acampar, do “faça você mesmo”, de bons momentos com amigos e família e, claro, de pesca esportiva. Esse é o perfil dos pescadores da Fish TV.

Ou seja, a vida de um pescador esportivo vai muito além de pescar e soltar, podemos dizer que ser pescador é basicamente um estilo de vida.

E apesar de existirem diversos tipos de pescadores esportivos, todos tem uma coisa em comum: a preocupação com o bem-estar do peixe e a busca por novos troféus.

No Fly Fishing também encontramos esse perfil. Isso é reforçado por um estudo divulgado na Soutwick Associates.

A maioria dos pescadores afirma que gosta de pescar de fly para estar com sua família e amigos (59,1%).

Outro fator que motiva os pescadores de mosca é o contato direto com a natureza (59,1%) e aproveitar os sons e cheiros (48,3%) que ela oferece.




A calmaria que a pesca esportiva proporciona e a possibilidade de se afastar das tarefas diárias (44,5%), também motivam diversos pescadores de fly.

Claro que além da calmaria da natureza, as emoções e aventuras (39,1%) que ela proporciona igualmente servem de incentivo para os mosqueiros.

E desenvolver cada vez mais suas habilidades (28,6%) também é motivo para seguir pescando.

Segundo Kid Ocelos, o que fez ele escolher a pesca com mosca, ao invés do baitcasting, foi a excentricidade da modalidade, o estilo do arremesso e o envolvimento com o atado:

“[...] Fazer a mosca e pegar um peixe com ela é mágico, sem falar a filosofia de que o peixe é consequência de um bom arremesso sem pretensão.” Kid Ocelos

Para o apresentador de Na Pegada do Fly, participar de todas as etapas da pesca, desde a montagem de moscas, torna a pescaria ainda mais emocionante.

Esse mesmo comportamento pode ser visto nos pesqueiros e na pesca de praia. Aqui mesmo na Fish TV, nós já ensinamos receitas de iscas naturais, em que os pescadores podem testar e misturar técnicas para capturar aquele peixe desejado.

E claro, até nas iscas artificiais de bait é possível dar algumas customizadas: colar um olho, botar mais peso…

Ou seja: apesar das diferentes modalidades de pesca, os estilos e emoções dos pescadores são parecidos. A preocupação com cada detalhe, desde a compra do equipamento, a confecção de iscas, o local da pesca, os arremessos, a captura do exemplar e por fim a soltura do troféu, está presente no pensamento de todos os pescadores esportivos.

Segundo Kid Ocelos, “a grande diferença [entre o fly e o bait] está na configuração do equipamento e na mecânica, que consiste em: nas demais modalidades, a isca é levada pelo seu peso, ou adicional e assim carrega a linha que é lançada pela vara. Já no Fly, a linha é lançada pela vara que leva a isca de carona.”

Então para quem está começando no Fly a diferença no arremesso pode ser um desafio, mas pescador de verdade adora um, não é mesmo?

E você, vai encarar esse desafio?

--------

Gostou do conteúdo? Este material é um oferecimento das empresas Repiso Fly RodsSoul Fly Fishing

Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS