Redes sociais se tornam canais de denúncias ambientais

Último caso relatado é de muitos tucunarés abatidos

Por Alison Mota - 20/09/2020 em Notícias / Geral - atualizado em 22/09/2020 as 18:14

Há apenas uma semana, noticiamos a denúncia feita através de contatos de nossos apresentadores sobre a matança de jaús no rio Paraná, no Estado de São Paulo. Dessa vez, chegaram fotos, como você vê em destaque, de uma grande quantidade de tucunarés mortos, exibidos ao lado das pessoas que os capturaram. Infelizmente, não se sabe a região em que aconteceu o fato.

Praticantes da pesca esportiva nos grupos que divulgaram as imagens lamentaram o ocorrido, sem entender o que leva a tal atitude. O debate e a forma como essas informações correm levantam uma questão: seriam as redes sociais um novo local de denúncia de dessas cenas lamentáveis? Nossos apresentadores têm recebido fotos, vídeos e outros dados mostrando situações negativas para o meio ambiente, o que auxilia na propagação da informação e, consequentemente, chamam atenção da mídia e autoridades.

Um de nossos apresentadores que recebeu as imagens em destaque foi Kid Ocelos, que comanda o Na Pegada do Fly. Para ele, há muita contradição no assunto, pois os mesmo que retiram peixes da água sem pudor, acabam por reclamar quando os rios estão com poucos recursos. “Eles mesmo estão fazendo o estrago nos rios. E ainda por cima esbarramos em fiscalizações praticamente inexistentes, em uma complexidade de leis que divergem entre si, pois em lugares há proibição, outros não, onde deveria haver unificação. O que me deixa feliz é a crescente adesão de pescadores ao esporte da pesca, que acabam se tornando eles mesmos os fiscalizadores de onde praticam seus arremessos”, completa, lembrando que, com apenas 47 anos de vida, já presenciou muitos cursos de águas com recursos pesqueiros escassos.

E Kid não está sozinho quando se fala em presenciar mortandade de peixes e receber imagens preocupantes em redes sociais. Nesta semana, recebemos por e-mail um desabafo de um pescador esportivo, chateado em presenciar tantos recursos sendo retirados dos rios. O vídeo você confere abaixo.

 

Como sempre destacamos, nossos canais de comunicação seguem abertos para que você interaja conosco e divulgue situações como essa. Ainda assim, sempre esperamos que cada vez mais a conscientização ambiental chegue até os pescadores e o pesque e solte seja a única prática em meio a natureza.

Veja a notícia na TV:


Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS