“Estamos estudando ações para o retorno”, diz presidente da CBPE

Confederação está alinhando iniciativas de auxílio ao mercado junto às federações estaduais

Por Priscila Gomes - 14/04/2020 em Notícias / Geral - atualizado em 14/04/2020 as 15:31

A Confederação Brasileira de Pesca Esportiva (CBPE) divulgou uma carta para a comunidade da pesca esportiva. No texto, além de alertar para os cuidados de prevenção contra o coronavírus, a instituição também ressalta que se solidariza com os profissionais que utilizam a pesca esportiva como fonte de renda e estão sendo afetados na época de isolamento social. 

 

Em entrevista para a Fish TV, o presidente da CBPE, Fabiano Ventura, falou sobre a importância do apoio ao mercado. “Estamos trabalhando junto aos presidentes das federações estaduais para estudar ações de retorno. Quando ficar tudo mais tranquilo, nós precisamos tocar as nossas competições e as nossas pescarias”, ressalta. 

 

A carta oficial também informa que órgãos federais, como o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), expediram portarias suspendendo temporariamente a visitação e o uso público em áreas como Reservas, Parques Nacionais e Terras Indígenas. A medida é para evitar o contágio nesses locais. “Pedimos aos nossos atletas pescadores que, quem está pescando seja em áreas de conservação ou não, cuidem. Estamos ainda em quarentena e precisamos respeitar para logo estarmos pescado”, ressalta Betinho Oliveira, vice-presidente da CBPE. 

 

Veja a declaração do presidente da CBPE, Fabiano Ventura, e do vice-presidente da CBPE, Betinho Oliveira: 


 

Leia a carta completa da CBPE


Car@s Pescador@s Esportivos do Brasil, bom dia.

A Confederação Brasileira de Pesca Esportiva entende, respeita e se solidariza à necessidade financeira do segmento que utiliza nosso esporte como fonte de renda - guias de pesca, operadores de turismo de pesca, lojas de materiais entre outros tantos - e que tem sofrido com a necessidade real do isolamento social. Entretanto, também está atenta às necessidades de medidas restritivas de circulação postas devido ao alastramento do COVID-19 em nosso país, destacando que essa medida afeta também nosso esporte e as pessoas que dependem dele no seu sustento.

Nossa intenção com essa carta é salientar que as medidas de contenção no fluxo de pessoas, como dito claramente nos meio de comunicação e também nos órgãos governamentais de saúde – Ministério, Secretarias Estaduais e Municipais – devem ser respeitadas pela nossa comunidade, sob o risco de que o esforço feito até agora leve às populações menos assistidas e moradoras de locais afastados dos grandes centros, portanto, com maior risco de contaminação, a serem afetadas por esse mal.

Órgãos Federais como o ICMBio e FUNAI, além de outras normas e órgãos, expediram portarias suspendendo temporariamente a visitação e o uso público em áreas como Resex, Parques Nacionais e Terras Indígenas, tendo como meta a ausência de disseminação do vírus nesses locais e para essas pessoas.

Isso impacta e, obviamente, inclui a prática da Pesca Esportiva.

Por isso, solicitamos aos nossos atletas e praticantes que respeitem essas portarias e demandas das autoridades públicas para que, num futuro próximo, possamos retornar às nossas atividades de maneira saudável, sem que isso prejudique ou influa na vida dos que têm por trabalho prover nosso divertimento e lazer.


Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS