As 3 pescarias mais emocionantes de Laís Vanessa

Conheça as aventuras que marcaram a história de pesca da jornalista

Por Ester Quaresma - 08/03/2020 em Notícias / Geral

A gente já falou aqui no portal sobre a história de Laís Vanessa na pesca e agora que você já sabe como ela começou nesse mundo, separamos 3 dos momentos mais emocionantes que a pescadora viveu:

1. Seu maior troféu

Lembra deste peixe aqui?

Esse é um dos maiores peixes já pescados pela jornalista, mas em suas últimas pescarias, Laís bateu seu próprio recorde.

E foi em uma aventura por Yahapé, em Corrientes na Argentina, que esse gigante foi capturado.

“Depois de pescarmos algumas piaparas, decidimos fazer corrico, técnica conhecida e famosa por lá. Lancei a isca na água, sentei e fiquei segurando a vara a espera do bruto. Não deu 10 minutos e a carretilha cantou.” Laís.

A pescadora nem acreditou em uma captura tão rápida, ainda mais que a briga parecia tão fácil.

“O guia me disse, tem peixe. Eu disse, sério? Mas está tão leve! E ele: eu estou colocando o barco a favor do peixe, trabalha.” Laís.




E então a briga começou. A disputa com o peixe foi longa e pesada, mostrando que só podia ser um peixe gigante. E quando o exemplar finalmente foi capturado se teve certeza: o maior troféu já capturado no Destinos.

Um pintado de 2 metros e com aproximadamente 60 quilos, segundo o guia de pesca.


2. Primeira experiência no Fly Fishing


Em uma das cidades mais frias do Brasil, Laís Vanessa não apenas se aventurou em diversos esportes, como também teve sua primeira experiência no Fly Fishing.

São José dos Ausentes é a terra dos cânions, cenários inesquecíveis e histórias memoráveis, segundo a apresentadora. Foi lá que ela se inseriu de fato na cultura gaúcha: fez rapel guiado, slackline, escalada, trilhas, cavalgou, passou por cachoeiras, conheceu os cânions… E tudo isso com temperaturas negativas!

Entre as aventuras enfrentadas pela pescadora estava o Rio das Antas, gelado e cristalino. “Estava muito frio e eu dentro da água, mas preparada com roupas especiais para pesca”, lembra Laís.

Como as águas do rio eram cristalinas, durante a pescaria era possível ver diversas trutas nadando ao redor da pescadora. E apesar de ser sua primeira experiência de fly, já teve peixe na linha: duas trutas!


3. Pescaria em alto mar no Caribe Baiano


Lar de cenários incríveis, Maraú, no sul da Bahia, é um santuário ecológico com piscinas naturais, estuários e praias paradisíacas, que reúne turistas que buscam sossego e turistas que querem muita ação.

A apresentadora se aventurou de quadriciclo, mergulhou com os peixes, aproveitou as piscinas naturais, conheceu as cachoeiras do local e, claro, foi pescar.

O primeiro peixe capturado, um pitangola, já rendeu muita tomada de linha: “Ele não era tão grande, mas ele dava uma canseira. Realmente a briga [no mar] é muito mais bruta”, comenta Laís Vanessa.

E quando o segundo peixe, uma barracuda, começou a briga, a pescadora cansou o braço. As espécies da região eram realmente fortes. Como diria Laís, foi uma pescaria de doer o braço, com direito a três troféus capturados.

E para você, quais histórias de pesca marcaram sua vida?

Destinos conta com o apoio de Fishing Co. e Jem Comercial.

Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS