Pescaria na Argentina: brigando com os gigantes

Confira os melhores pontos de pesca da região de Corrientes, na Argentina, berço de imensos exemplares de peixes

Por Victória Netto - 17/07/2019 em Notícias / Fish TV

Não é por qualquer motivo que pelo menos 70 mil brasileiros se deslocam até Corrientes, no nordeste da Argentina: a região é um dos melhores destinos da pesca da América Latina.

Cercada pelos rios Paraná e Uruguai, a região atrai pescadores do mundo todo porque protege suas principais espécies, além de oferecer incríveis pescarias de dourados e de surubins, que são resguardados por lei.

A cidade de Yahapé, por exemplo, está estrategicamente posicionada no reduto dos gigantes, no rio Paraná. Dourado, pacu, surubim pintado e surubim cachara são exemplares muito procurados e abundantes na região.

Os dourados chegam a ter 30 kg, enquanto os pintados alcançam a marca dos 70 kg. A melhor parte é que, no local, é possível pescar quase o ano inteiro, embora a alta temporada aconteça mesmo em agosto, setembro e outubro. 



Javier Enrique captura grande pintado na 6ª Temporada de Pasión por la Pesca. Foto: Divulgação/Fish TV

Esses peixes espetaculares são protagonistas sempre que há expedições em Yahapé, e o apresentador Javier Enrique, por exemplo, já capturou muitos troféus em pescarias no Rio Paraná nos episódios de Pasión por la Pesca.

E para quem vai atrás desses imensos exemplares da região, a pousada de pesca Cabaña del Monte é uma boa pedida. Confortável e aconchegante, o estabelecimento se destaca pelo serviço e pelas operações de pesca que oferece ao cliente.

Outro destino muito procurado na pescaria em Corrientes é a cidade de Itá Ibaté, também às margens do Rio Paraná. Uma curiosidade é que esse curso de água argentino é marcado pela preservação, e ali estão concentrados os maiores peixes da bacia do Prata. Afinal, quanto maior o peixe, mais desenvolvido ele está.

Neste ponto, a pescaria de dourados é a grande estrela. Ainda assim, pacus, piaparas e piracanjubas de bom porte são encontrados, e dependendo da época também é possível pescar jaús. 


Pescaria de Dourado no programa Pasión por la Pesca. Foto: Divulgação/Fish TV

A dica para quem quer conhecer Itá Ibaté é se hospedar na Pousada Gêmeos Pesca Esportiva, que dá todo o suporte para o pescador capturar os “monstros” desse trecho do rio Paranazão. Lá, a alta temporada é entre janeiro e maio e depois em outubro. 

Além desses dois pontos extremamente procurados, as regiões de Esquina, Puerto Rzepecki e Paso de la Patria também atraem muitos pescadores esportivos quando o assunto é a Provincia de Corrientes. Nessas localidades, pescam-se os gigantes de couro, o rei do rio, piaparas, piracanjubas e pacus.

E para quem ainda não sabe em que pousada ficar nesses pontos de pesca, a recomendação é contar com o apoio da Aventura en Esquina, do La Regina Hotel, Ingá Lodge Hotel & Spa e Pedrinho Pesca Turismo, que oferecem toda a estrutura e conforto para o pescador.

Berço de gigantes, a pescaria na Argentina inclui também paisagens estonteantes. Não há quem não se apaixone pelas expedições em águas hermanas, e uma coisa é certa: em Corrientes, o pescador vai encontrar alguns dos maiores troféus da sua vida!

E aí, preparado para encarar essa aventura?


Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS