Abeta cria manual de recomendações e boas práticas sanitárias

Iniciativa visa orientar turistas e operadores para a prática segura das atividades de turísticas

Por Laís Vanessa - 02/09/2020 em Notícias / Turismo - atualizado em 02/09/2020 as 14:06

A Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) lançou a segunda edição do Manual de Recomendações de Procedimentos Sanitários para Operação de Atividades de Turismo na Natureza, com o objetivo de alertar quanto a prática de forma segura, diminuindo ou zerando os riscos de contágio pelo coronavírus. 

 

Polyanna Pugas, diretora técnica da Abeta, conta que o manual traz recomendações e orientações para as diversas atividades do segmento. “Os empresários podem aproveitar esse manual para reforçar seus procedimentos, tanto de higienização e condutas adequadas, saúde dos colaboradores e clientes, além de medidas de atendimento focadas na minimização dos riscos do contágio pelo Covid-19. É um material orientativo, em que o empresário pode se apoiar para desenvolver seus procedimentos de segurança nesse novo momento”, conta. 



 

O diretor da Abeta, Luiz Del Vigna, mais conhecido como Luizão, conta que está muito feliz e satisfeito com essa edição do manual. “Ele foi feito a partir de uma ação voluntária, de todos os envolvidos, associados e outros autores do segmento de vida ao ar livre, que se congregaram ao redor da Abeta para trabalhar o desenvolvimento desse conteúdo. O que nos deixa muitos felizes, porque mostra a capacidade de congregar que a Abeta representa nesse universo. É uma grande alegria podermos contribuir com a sociedade brasileira através desse documento”, relata. 

 

O manual aborda tópicos como: medidas de distanciamento e prevenção de contágio, preparo de refeições, higiene, treinamento da equipe, medidas de comunicação e monitoramento, operações de atividades de turismo de natureza e outros. Para ter acesso ao manual e todo seu conteúdo, basta acessar o site e baixar gratuitamente o exemplar. 

 

Veja a notícia na TV:

 

Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS