Mercado do segmento pesca se reinventa na pandemia

Empresas seguem trabalhando e crescendo no período

Por Alison Mota - 03/08/2020 em Notícias / Mercado - atualizado em 04/08/2020 as 13:31

A Fish TV tem diversos parceiros que, assim como o canal, seguem criando soluções e se reinventando durante o período de pandemia que vivemos. Em um primeiro momento, contamos algumas histórias de ações feitas para seguir em atividade, em outro mostramos casos de empresas que conseguiram, inclusive, aumentar o volume de vendas e de sua produção, mesmo em meio a tantas dúvidas que permeiam o momento que o mundo atravessa. Com isso, seguimos contando mais algumas histórias de grandes nomes do segmento pesca, que você confere abaixo.

Depois da parada inicial, entre março e abril, a Massa da Boa foi pega de surpresa por conta das vendas, que duplicaram nos meses seguintes. Até mesmo novos funcionários precisaram ser contratados para atender as demandas de produção do período. “No frio a gente muda um pouco o foco da pescaria, com as carpas sendo a espécie-alvo do período. Com muitos pesqueiros fechados, as vendas de pastilhas não foram como esperávamos, mas a região sul do país adquiriu muito esse produto. Ainda podemos destacar as vendas das nossas tradicionais massas em nossa região, que foi muito grande”, destaca Klaus Renato Klink, proprietário da empresa.

Na WD40 a palavra da vez é reinvenção. A atuação da marca sempre foi muito forte no varejo e também em feiras, através dos seus promotores, coisas que o período não permite fazer. Com isso, as redes sociais surgiram como uma alternativa para manter em destaque os produtos e a comunicação com seus clientes, além da presença na TV. “Ainda que não tenhamos as ações em locais físicos, achamos importante reforçar a nossa presença nas mídias. Também estamos trabalhando muito os usos dos produtos, destacando as embalagens de 300 ml e a de 100 ml, sendo a última praticamente criada para o mercado de pesca, por caber na caixa de pescaria”, conta Gabriel Arruda, gerente comercial.

Reforçando todas as medidas possíveis para não causar impactos aos seus clientes, a Hughes do Brasil seguiu acompanhando o status do avanço do COVID-19 pelo país. A empresa entende que a HughesNet é um serviço essencial para as pessoas que se mantém em suas casas, conforme descreve o diretor de marketing da Hughes, Humberto Grote. “Com o isolamento social gerado pela pandemia, muitas pessoas passaram a ficar mais tempo em suas casas na área rural, e a maioria delas depende de nossa internet via satélite HughesNet para se comunicar, o que torna o nosso serviço ainda mais importante neste momento”, destaca, lembrando que seus canais de atendimento seguem disponíveis, com número reduzido de colaboradores, seguindo todas as diretrizes do Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em meio ao período de incertezas causado pela pandemia, perceber que as empresas que trabalham para fortalecer o esporte da pesca e investem no crescimento da modalidade seguem em atividade é alentador. Importante, dentro do possível para cada um, seguir colaborando com a pesca esportiva, seja cuidando do meio ambiente, seja apoiando os negócios nacionais.

Veja a notícia na TV:


Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS