Loader

ROCK IN RIO LANÇA O PROJETO SOCIOAMBIENTAL AMAZONIA LIVE

Iniciativa pretende recuperar 30 mil hecteres de áreas degradadas

Por FishTV - 18/09/2017 em Notícias / Meio Ambiente

Na última sexta-feira (15/09), durante a abertura do Rock in Rio, foi lançado o Amazonia Live. O projeto socioambiental propõe a recuperação de quase 30 mil hectares de áreas degradadas na Amazônia brasileira, o correspondente a um número estimado de 73 milhões de árvores. Desse total, três milhões já estão previamente asseguradas por meio de uma doação inicial do próprio Rock in Rio e da Conservação Internacional (CI-Brasil), combinada à doação espontânea do público e patrocinadores do festival.

A top model Gisele Bundchen, conhecida por defender causas ambientais, e a cantora Ivete Sangalo, destacaram a importância do projeto, em apresentação no Palco Mundo, na última sexta. "Tenho muita gratidão pela mãe terra. Sonho com o dia em que teremos um equilíbrio entre o ser e o ter. Os sonhos se tornam realidade com a perseverança. Esse evento é o resultado de muitos sonhos", disse Gisele Bundchen.
O Amazonia Live é resultado de parceria entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA) por meio do projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia, o Fundo Global do Meio Ambiente (GEF - Global Environment Facility), o Banco Mundial, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), a Conservação Internacional (CI-Brasil), o Instituto Socioambiental (ISA) e a iniciativa socioambiental do Rock in Rio.

O Amazonia Live nasceu em 2016 com o compromisso do Rock in Rio de plantar 1 milhão de árvores na Amazônia, em parceria com o Funbio e o ISA, e de divulgar a importância da preservação da Amazônia para o equilíbrio do planeta. A plataforma cresceu rápido com a entrada da CI-Brasil como parceiro estratégico, o que fez com que o número chegasse a 2 milhões de árvores na cabeceira do rio Xingu, e com a entrada do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), que apoiou a produção de 1 milhão de mudas de espécies nativas para recuperar áreas degradadas dentro de Unidades de Conservação do Estado do Amazonas.

Mais informações sobre o Amazonia Live estão disponíveis no site do próprio projeto.  





MAIS NOTÍCIAS