Pesca de caiaque vem ganhando adeptos com o Remos e Rumos

Em gravação do programa no Ceará, pescador novato teve a ajuda do apresentador Zinho na primeira pesca de caiaque

Por Victória Netto - 09/10/2019 em Notícias / Geral - atualizado em 19/10/2019 as 13:49

Foi durante a gravação de um episódio do Remos e Rumos em Fortaleza, no evento da Associação de Pesca Esportiva em Caiaque do Ceará (APECC), que o apresentador do programa, Zinho, conheceu um pescador iniciante na pesca de caiaque: o engenheiro Mecânico Herder Paulo Henriques da Silva Neto, 32 anos, que passou a se aventurar na modalidade depois de assistir à atração da Fish TV

Herder conta que sempre praticou pesca de praia. Mas no começo de 2019, quando se mudou da Paraíba para o Ceará, resolveu testar uma pescaria diferente, com iscas artificiais e que possibilitasse mais interação com a natureza.

“Aí veio a ideia do caiaque. Eu já acompanhava o Remos e Rumos na primeira temporada, e agora, na segunda temporada, o programa ficou mais forte, inclusive nas dicas para a compra do equipamento”, comenta Herder, que seguiu a recomendação do Zinho e investiu no Combat Fishing da Brudden Náutica.


Herder investiu no caiaque Combat Fishing por conta do Remos e Rumos. Foto: Arquivo pessoal

Segundo o pescador, o Combat Fishing tem sido uma ótima compra. “Até o momento estou gostando bastante do Combat, e de pontos positivos, na minha opinião, é que, além da capacidade de carga e estabilidade, ele também é um caiaque bonito”, destaca.

O evento da APECC foi não só a primeira vez em que Herder colocou o caiaque na água, mas também sua primeira captura entre remadas. “Foi muito legal poder pegar um tarpon, que é um peixe muito esportivo, e ainda conhecer o Rio Ceará e os pontos de pesca de lá”, compartilha.

E quem ajudou o Herder nessa primeira pescaria foi o próprio Zinho, que estava remando ao lado dele no dia da coleta de lixo no rio. “Foi uma experiência bem bacana e diferente para mim também, porque eu estava remando com ele, e quando ele pegou o primeiro tarpon, eu ajudei a tirar o peixe da água”, alegra-se o apresentador.



Zinho ajudou Herder a tirar o primeiro peixe da água. Foto: Arquivo pessoal
Para Herder, a pesca de caiaque, além de ser a prática de um esporte, tem sido uma ótima oportunidade para conhecer pessoas na cidade. “O pessoal da APECC me dá total suporte de locais de pesca, utilização do caiaque e segurança, e também tem sido bom para fazer novas amizade, já que eu sou novo na cidade”, enfatiza.

Com tantos benefícios, difícil é não se apaixonar por essa modalidade que, cada vez mais, vem conquistando novos adeptos pelo Brasil. E você, já se aventurou na pesca de caiaque? 

Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS