Aplicativo para registro e monitoramento de peixes é lançado

Fisheye é iniciativa que busca aproximar a população da ciência

Por Alison Mota - 16/08/2019 em Notícias / Geral

A pesquisa científica é assunto comum em ambientes acadêmicos, mas, o projeto Ciência Cidadã foi desenvolvido para mudar esse cenário, aproximando a academia da população. A iniciativa foi pensada por um grande grupo, formado por UNESP, Instituto Meros do Brasil, Instituto Comar, Museu de História Natural Capão da Imbuia, Fish TV e recebe suporte da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza. Dessa união nasceu o aplicativo para smartphones batizado de Fisheye, focado em registrar espécies de interesse comercial que são pescadas e soltas por pescadores esportivos.

No projeto, há a justificativa de que os estoques pesqueiros estão sendo explorados além da conta em escala mundial, sendo necessário desenvolver e implementar estratégias sustentáveis de manejo. Sobre a pesca costeira tropical, os dados existentes são insuficientes para gerir essa atividade, e o empenho de pesquisa científica não atende a demanda de informação que são necessárias para que sejam criadas estratégias de uso sustentável e conservação.

O grupo pretende continuamente incentivar a Ciência Cidadã, se baseando no lema “só porque você não é um cientista, não quer dizer que não pode contribuir para a ciência”, enxergando na comunidade de pescadores amadores e esportivos como bons colaboradores para auxiliarem em bom manejo da pesca e registro de suas capturas e solturas no aplicativo.

Tela inicial do aplicativo Fisheye para dispositivos Android - Foto: Nikolas Becker/divulgação Fish TV

Um dos pesquisadores do grupo é Domingos Garrone, da UNESP. Vendo o trabalho similar no exterior, entendeu que seria importante trabalhar da mesma forma no Brasil. “Hoje em dia é comum se ter um celular com acesso a internet. Assim pensamos que, como não podemos estar na água todos os dias, os pescadores poderiam ser grandes parceiros nossos. Como já são. Com as características dos peixes e local de pesca registrado, vamos conseguir criar um banco de dados adicional, pois o Brasil tem um problema histórico de estatística pesqueira”, explica.

Quem representa a Fish TV no projeto é o biólogo Lawrence Ikeda, que vê a iniciativa como uma importante ferramenta para o desenvolvimento e gerenciamento pesqueiro no Brasil. “Nós, pescadores amadores e esportivos, temos a obrigação de participar desse tipo de pesquisa colaborativa. Afinal, nossa atividade depende da presença do peixe. A pesquisa irá contribuir com dados para sabermos qual a situação dos estoques pesqueiros e assim,  poderão ser propostas medidas de gestão baseadas em informações e dados científicos. Outro ponto crucial do projeto é a aproximação e inserção do cidadão como colaborador, ultrapassando os muros dos laboratórios e atuando diretamente em parceria com o pescador”, relata.

O aplicativo Fisheye já está disponível para download em celulares com sistema operacional Android e iOS, bastando clicar no nome do seu sistema para baixar. O coordenador geral do projeto Ciência Cidadã, Matheus Freitas, deixou um recado em vídeo convidando os pescadores para participarem da iniciativa. Confira abaixo o registro:


Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS