Slow Fishing: conheça o pescador do novo programa Fish TV

Criador do programa Slow Fishing no YouTube, Cauê Ogata agora chega à Fish TV

Por Victória Netto - 17/04/2020 em Notícias / Fish TV

“Um cara tranquilo, sussa”. É assim que o pescador Cauê Ogata, 32 anos, publicitário e empresário, se define. Mas essa tranquilidade não fica só no dia a dia: chega, obviamente, até a pescaria, uma proposta que ele vai mostrar no Slow Fishing, o novo programa da Fish TV que surgiu como uma iniciativa independente do pescador em 2015.

Nascido em Presidente Prudente, no estado de São Paulo, Cauê pesca de “baitcasting e o que tiver na mão”. A pescaria ele conheceu com o pai e o avô, na infância, quando ia pescar no Rio Paranazão. E foi no meio do mato, na natureza, que ele achou o principal passatempo: viajar com parceiros, assar uma carne e, claro, pescar.

Mas, para Cauê, a maior jogada da pescaria é estar na rua. “Tudo faz parte de um grande rolê. Sair de casa, encontrar os amigos, passar perrengue, aprender coisas novas”, argumenta.

Não demorou para ele começar a registrar essas viagens - Ogata não conseguia contar a vivência de outra forma. “Eu sempre tentei mostrar a experiência da melhor maneira possível, passar a vibe mesmo que eu sentia quando ia pro mato. Por mais que a gente fale pros outros, não dá pra imaginar. Com imagens e sonzeira fica mais fácil”, explica.

Fascinado por música, Cauê não passa uma semana sem garimpar novas canções e montar playlists. E, segundo ele, esse som ajudou a forjar a identidade do Slow Fishing, programa que o pescador criou há quase cinco anos de forma independente e que agora chega à Fish TV.


“O Slow é muito honestão”

Ogata conta que, antes de estruturar um conteúdo para o Slow Fishing no YouTube, costumava postar vídeos das viagens de pesca no Instagram. “Na época, os vídeos no Insta eram só de 15 segundos no feed, nem existiam stories”, conta, referindo-se às possibilidades de narrativas da rede social.

Não demorou para o pescador abraçar de vez o projeto. “Me dedicar ao Slow é super natural, faz parte da minha vida. É algo que eu já fazia para mim mesmo e agora ficou mais fácil mostrar pra galera a minha visão de pescaria”, compartilha.

Produzir o programa, aliás, possibilitou que Cauê conhecesse diversos lugares ao lado de amigos, inclusive a Amazônia, viagem que foi especialmente marcante para ele. 


E foi justamente pela abordagem leve que o Slow Fishing ganhou um espaço na Fish TV. “Acho que a galera pode se identificar com o Slow porque é um programa muito honestão, não importa como a pessoa pesca, o que importa é ir pescar”, afirma Cauê. “E com a Fish eu tenho a oportunidade de mostrar para mais pessoas que pescaria é muito mais do que só o peixe”.

O programa estreia só no dia 28/04, às 22h30, na Fish TV. Você não vai perder né?

Slow Fishing conta com o apoio de Cantagallo, com temperos; Cervejaria SuingaDaisen, com vara, carretilha, molinete e linha; Project Wakeskates, com cadeira portátil; Quisty, com vestuário completo e boné; e Strike Pro Brasil com iscas artificiais.

Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS