Loader

Nova espécie de peixe gigante é descoberta na Austrália

Sunfishes podem pesar mais de duas toneladas

Por FishTV - 27/07/2017 em Notícias / Meio Ambiente

Uma nova espécie de peixe gigante acaba de ser descoberta na Austrália. Após quatro anos analisando a genética de 150 amostras de Sunfish (ou peixe-sol), Marianne Nyegaard, estudante de Phd da Universidade de Murdoch, em Perth,  reconheceu três espécies: Masturus lanceolatus, Mola mola e Mola ramsayi. 

Foi então que Marianne decidiu aprofundar a pesquisa, e encontrou evidências de que uma quarta espécie do peixe ainda não tinha sido identificada. Em 2014, ela deu início ao estudo, que levou três anos para ser concluído, e com total sucesso. 

O resultado, aliás, está diretamente relacionado a grupos de pescadores do Japão e Nova Zelândia que avistaram o peixe e alertaram a estudante que, finalmente, achou o Hoodwinker sunfish, ou Mola tecta. Há 130 anos, a espécie se esquivava dos pesquisadores. 

"Desvendar esse mistério foi um grande enigma. O peixe é enorme, em grande parte solitário e bastante evasivo, então você não pode simplesmente sair e procurar um monte deles para estudar. Ele não é particularmente raro, mas é complicado ser estudado pois eles simplesmente vivem em partes do oceano onde a maioria dos humanos não vai. Eles mergulham centenas de metros para se alimentar e então voltam para a superfície apenas para tomar o sol. Depois de quatro anos de trabalho e a ajuda de muitas pessoas, é ótimo poder finalmente compartilhar essa nova espécie com o mundo", explicou Marianne ao The Conversation.

A pesquisa de Marianne Nyegaard foi publicada no Zoological Journal of the Linnean Society, publicação científica, técnica, médica e acadêmica reconhecida pelos maiores acadêmicos e profissionais de todo o mundo. 

Os peixes-boi são os peixes ósseos mais pesados do mundo. Com mais de duas toneladas, os maiores podem alcançar até quatro metros na vertical e três na horizontal. Eles têm um formato bem diferente das demais espécies. São arredondados, pois nascem com uma barbatana traseira que não cresce. 

Avalie esta noticia:

MAIS NOTÍCIAS