Loader

Mudanças climáticas podem provocar a extinção de 16% das espécies

Uma em cada seis espécies podem desaparecer se nada for feito, dizem analistas

Por FishTV - 06/05/2015 em Notícias / Meio Ambiente

Uma pesquisa publicada recentemente na Revista Science, afirma que se as emissões de carbono continuarem no ritmo atual as temperaturas irão subir 4 graus até 2100, provocando a extinção de cerca de 16% das espécies do mundo todo. Países da América do Sul, Austrália e Nova Zelândia podem ser os mais afetados. 

Os riscos de extinção mais elevados estão previstos para a Austrália, Nova Zelândia e América do Sul, onde há muitas espécies adaptadas a habitats que não existem em outros lugares. (Imagem: Reprodução)


A pesquisa analisou 131 estudos específicos sobre risco de extinção ligado à mudança climática. Segundo Mark Urban, da Universidade de Connecticut, nos EUA, a perda de biodiversidade acelera conforme a temperatura da terra aumenta. 

"Se o mundo não se unir e controlar as emissões de gases de efeito estufa e nós permitirmos que a Terra se aqueça consideravelmente, vamos enfrentar uma perda potencial de uma em cada seis espécies", disse Urban. 

Na América do Sul o risco de extinção estimado é de 23%. (Imagem: Reprodução)


O pesquisador ainda afirma que muitas espécies podem se adaptar às mudanças provocadas em seu habitat, porém muitos animais não conseguirão se salvar, por conta do desaparecimento do habitat ou por não conseguirem chegar até ele. 


Fonte: BBC Brasil 

MAIS NOTÍCIAS