Loader

EXPANSÃO DE ZONAS MORTAS NOS OCEANOS É PREOCUPANTE

Só no Golfo do México, uma área já atinge mais de 20.700 km²

Por FishTV - 15/08/2017 em Notícias / Meio Ambiente

A expansão das chamadas zonas mortas dos oceanos - águas que não permitem a vida marinha por falta de oxigênio - é motivo de preocupação ambiental. Várias espécies e ecossistemas ambientais são afetados por esse desequilíbrio.

A falta de oxigênio provoca a perda do habitat dos peixes, obrigando que se mudem para outras áreas para sobreviver. Outro efeito é a redução da capacidade de reprodução e a diminuição do tamanho médio das espécies.

De acordo com cientistas, o aumento das zonas mortas não é inevitável. Porém, para minimizar o problema, medidas rápidas de legisladores e da indústria devem ser implantadas.

A expansão anual no Golfo do México, por exemplo, poderia ser reduzida de forma significativa com a redução de 59% nas águas excedentes de irrigação despejadas no Rio Mississippi. 

As zonas mortas podem se desenvolver naturalmente. Entretanto a ação do ser humano desencadeia e agrava o surgimento dessas áreas. 

A água excedente de irrigação de fazendas e de sistemas de esgoto, rica em nitrogênio e fósforo, estimula um desenvolvimento desenfreado de algas. Quando essas algas morrem, e se decompõem, acabam consumindo muito oxigênio enquanto afundam. O aumento das temperaturas da água por causa das mudanças climáticas também agrava o problema.
A última estimativa é de que existem 405 dessas áreas em todo o mundo. São 245 mil quilômetros quadrados, o equivalente ao tamanho do estado de São Paulo. Só no Golfo do México, uma zona morta já atinge mais de 20.700 km². 

Para solucionar a questão no Golfo do México, o governo americano está em negociação com agricultores da região para que o impacto do uso de fertilizantes na bacia do Mississippi seja menor, fazendo com que menos nutrientes desemboquem na foz do rio.

Fonte: BBC Brasil e Terra

Foto: LUMCON

MAIS NOTÍCIAS