Loader

Espécies em Extinção: Mero

Espécie está criticamente ameaçada de extinção no Brasil

Por FishTV - 07/05/2015 em Notícias / Meio Ambiente

Membro da família Epinephelidae - mesma das garoupas, chernes e badejos - o mero é o maior dos seus representantes no Atlântico.  Podendo chegar ao peso máximo de aproximadamente 455 kg e 3 metros de comprimento.  Por ser dócil e de grande porte, acabam sendo alvos fáceis da pesca predatória.  Atualmente a espécie é classificada como criticamente ameaçada de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). 

Em algumas regiões do mundo a espécie já se encontra extinta. (Imagem: Reprodução/Áthila Bertoncini / Projeto Meros do Brasil)


Os meros são predadores situados em níveis superiores da cadeia trófica, alimentam-se principalmente de crustáceos, lagostas e caranguejos. Adultos podem viver até 40 anos. 
Quando percebe a aproximação humana, o mero arrepia os espinhos dorsais como sinal de estresse e preocupação, porém apesar do seu tamanho ele não foge e nem ataca, apenas se afasta da ameaça.  

Extremamente dóceis, os meros são alvos fáceis da pesca predatória. (Imagem: Reprodução/Luis Pessoa/Revista Mergulho)


Em algumas regiões do mundo como o Golfo do México, o peixe já se encontra extinto. Há poucos estudos científicos sobre o mero no Brasil, mas as quantidades do peixe nas águas estão cada vez menores. Sua captura é considerada crime ambiental. Quem desrespeitar a proibição pode receber multa de até R$100 mil e receber de um a três anos de prisão.

Desde 2002 o "Projeto Mero do Brasil" realiza ações de pesquisa e conservação da espécie em sete estados brasileiros: Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e Pará. 

Fonte: O Eco

MAIS NOTÍCIAS