Loader

Bactérias ajudam no tratamento de água das refinarias de petróleo

Microrganismos são capazes de eliminar contaminantes tóxicos presentes em efluente industrial

Por FishTV - 26/11/2014 em Notícias / Meio Ambiente

Uma grande quantidade de água é usada pelas refinarias de petróleo durante o processo industrial chamado craqueamento catalítico, que aumenta o rendimento de produtos como gasolina e gás liquefeito. Este processo faz com que a água seja contaminada com elementos tóxicos. Se essa água residual for descartada em uma lagoa de tratamento, pode causar graves problemas ambientais. Por isso as refinarias precisam remover a amônia e os sulfetos dessa água antes de ser descartada.

Para melhorar esta situação, a pesquisadora Elen Aquino Perpetuo, professora do Instituto do Mar da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), encontrou uma solução prática para o tratamento desse efluente industrial.  

As bactérias Achromobacter sp. e Pandoraea sp. foram isoladas do ar e descobertas por acaso durante pesquisas, em Cubatão, próxima a uma refinaria da Petrobras.


Em parceria com o Centro de Capacitação e Pesquisa em Meio Ambiente (Cepema), centro cooperativo em Engenharia Ambiental apoiado pela FAPESP, os pesquisadores identificaram duas bactérias que podem reduzir a contaminação da "água ácida" para níveis mais aceitáveis, permitindo lançá-la no ambiente ou reutilizá-la em processos industriais nas refinarias. 

"As bactérias conseguiram remover todos os contaminantes de amostras de efluentes de refinarias", afirmou Perpetuo, que realizou mestrado, doutorado e pós-doutorado com Bolsas da FAPESP.

Fonte: Agência FAPESP

Imagem: Reprodução



MAIS NOTÍCIAS