Pousada da Argentina participa de projeto de tagueamentos de dourados

O objetivo da pesquisa é estudar sobre a vida e percurso do Rei do Rio no rio Paraná

Por Laís Vanessa - 16/07/2020 em Notícias / Meio Ambiente - atualizado em 16/07/2020 as 15:21

Enquanto a fronteira entre Brasil e Argentina segue fechada, as pousadas se viram como podem, e dentro do permitido, para que a retomada do turismo seja ainda melhor. Um exemplo disso é a Pousada Pesca Argentina, localizada em Paso de La Patria, Corrientes, que, além das melhorias realizadas na pousada também participa desde o ano passado de um projeto coordenado pela equipe argentina “Peces Marcados”, para realizar o tagueamento do dourado no rio Paraná.

A equipe da pousada, guias de pesca e os envolvidos nesse projeto, navegam pelo rio em busca do peixe. Ao capturá-lo, ele é analisado pela equipe, que anota todas as informações sobre aquele exemplar. Depois, o peixe é fotografado e tagueado, e claro, devolvido à água. “A gente quer mostrar que preserva, cuida do meio ambiente e do nosso peixe. Queremos mostrar para o nosso turista que o local é preservado e tem muitos exemplares. E com essa iniciativa, que está crescendo e se espalhando, a equipe quer dizer para as autoridades que eles precisam ajudar a preservar o peixe. Nessas capturas, estamos conseguindo provar que o mesmo peixe capturado aqui em Paso de La Patria, pela pesca esportiva, já foi encontrado no rio Uruguai”, ressalta Anderson Bastian Sanabria, proprietário da Pousada.


Foto: Pousada Pesca Argentina

Anderson conta ainda que, em alguns casos, depois de meses, foram encontrados o mesmo dourado na região também. “Então vemos que o peixe é imprevisível, ele vai para todos os lados. Mas, a maioria estamos encontrando na mesma região. Isso é bom porque provamos os benefícios da preservação e chama atenção dos pescadores também porque aqui temos muitos peixes. É bom para todo mundo”.

A pesquisa visa observar o comportamento e o percurso realizado por esses peixes durante toda a  vida. Além, é claro, de saber quantas vezes um mesmo exemplar foi fisgado e devolvido. Então, assim que a fronteira reabrir e o turismo de fato retomar, os pescadores que forem até a Pousada, podem ser contemplados com um peixe tagueado. Se você for um deles, preste atenção nas instruções: fotografe-o e anote os dados inseridos na Tag, para posteriormente avisar o empreendimento, que de imediato comunicará a equipe da pesquisa. E o peixe, é preciso ser solto, é claro, para procriar e ver quantos mais pescadores vão ter a alegria de compartilhar o mesmo troféu. Você pode acompanhar esse projeto através do instagram da Pousada: @pousadapescaargentina.

Assista a matéria na TV:

Foto de capa: Leonardo Castilhos

Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS