Loader

Aves ingerem plástico nos oceanos por serem atraídas pelo cheiro

Pode parecer estranho, mas, de acordo com nova pesquisa, esse é um dos principais motivos do grave problema ambiental

Por FishTV - 22/11/2016 em Notícias / Meio Ambiente

Claro, o principal motivo ainda é porque tem plástico no oceano, o que começa com um erro nosso. A quantidade do material tem dobrado a cada dez anos, sendo que, a última estimativa apontou 250 milhões de toneladas do mesmo nos oceanos. A maior parte fica boiando na água, partida em pequenas partículas pelo sol.

Apesar de saber que o problema maior é a má gestão do lixo produzido pelo homem, cientistas buscam entender como os animais marinhos confundem o plástico com alimentos. Diferente do que se imaginava, não é somente o aspecto visual que chama a atenção, mas o odor liberado pelo plástico nos oceanos. A confusão acontece com todos, desde minúsculos zooplânctons às baleias, que sentem o "cheiro de comida".

Isso ocorre porque o plástico que flutua é perfeito para a criação de algas em sua superfície. Com a decomposição das algas, um cheiro forte de enxofre, o dimetilsufureto (DMS), é liberado no ar. Porém, algas são o alimento de um pequeno crustáceo, chamado Krill, responsável por consumi-las. Por sua vez, o Krill é alimento de diversos animais marinhos, incluindo algumas aves. Ou seja, as aves são enganadas por uma "armadilha olfativa", e acabam se alimentando de plástico, no lugar do Krill. De acordo com o novo estudo, publicado na Science Advances, entender como odor do DMS atrai as aves ajuda no combate do problema.

Foto: Divulgação


Números que crescem
Além das mais de 300 espécies registradas que consomem plástico, outros estudos já apontaram que praticamente todas as aves marinhas já ingeriram o material. Quando contabilizamos os animais afetados por outros materiais, como vidro e metal, por exemplo, o número de espécies cresce para 700, sendo o plástico o responsável por 92% dos casos de ingestão e emaranhamento.

Cientistas sempre indicaram a aparência física do plástico como o motivo principal da atração de animais marinhos, sendo o estudo dos odores o primeiro do tipo. Com as novas informações, eles dizem que é possível desenvolver plásticos que não atraiam algas ou não quebrem rapidamente no oceano.

Fonte texto: institutoecofaxina.org.br

MAIS NOTÍCIAS