Como barcos-hotéis irão garantir segurança na retomada das atividades

A Fish TV ouviu empreendimentos para saber como estão se organizando para receber os pescadores novamente

Por Laís Vanessa - 18/05/2020 em Notícias / Turismo

Os operadores de pesca estão contando os dias para retomar as atividades e atender os pescadores. Para isso, os barcos-hotéis, por exemplo, vêm buscando informações para estarem alinhados com todas as exigências de saúde e segurança, sem que isso afete a qualidade dos serviços. 

 

Para saber mais informações sobre como será o procedimento a partir de agora e a previsão da retomada das atividades, a equipe de jornalismo da Fish TV conversou com representantes de barcos-hotéis. 

 

Veja o que eles dizem: 

 

Pousada Tucunaré

 

Valquíria Linhares, possui uma pousada e um barco-hotel na região de Luiz Alves, no Araguaia, em Goiás, e espera retomar as atividades em agosto. “Esperamos pelo decreto oficial. Acreditamos que possa ser em agosto, embora não tenha previsão de nada ainda. O que temos é a esperança de uma temporada 2021 maravilhosa”, conta. 

Valquíria ainda relata as medidas que vão ser tomadas, assim que a pesca for liberada. “Vamos seguir todas as recomendações de saúde. A limpeza será reforçada, utilizando produtos desinfetantes nos ambientes, além disso vamos deixar tudo bem ventilado e iremos adotar a utilização de luvas e máscaras”. 

 

Pro Tucuna Pesca Esportiva

 

Eric Hanai, proprietário dessa operação que parte de Barcelos, no Amazonas, diz que eles não têm uma previsão para a retomada das atividades, visto que Manaus acabou sendo prejudicada com essa situação e Barcelos segue isolada. Mas, apesar disso, tem esperança de retomar em setembro. “Nós vamos seguir todos os padrões indicados pelo Ministério e Secretaria de Saúde. Uso de máscara, álcool em gel, higienização e desinfecção dos ambientes, tudo isso será feito”, conta. 

Quanto a capacidade da embarcação, ele diz que ainda estão estudando sobre esse tema, para ver a melhor forma de fazer sem prejudicar os grupos e mantendo os padrões de segurança e saúde. 



Amazônia Fishing Ecotour

 

O barco-hotel opera no rio Negro, a partir de Manaus, e aguarda liberação do Governo para retomada imediata das atividades. “Assim que for autorizado, vamos operar com capacidade reduzida conforme o andamento da pandemia. Funcionários vão usar máscaras. Vamos pedir também os clientes a usarem nas áreas públicas da embarcação. Álcool gel já temos em vários pontos do barco”, relata Fábio Pizzo Ribeiro, proprietário. 

 

Joice Pesca e Tur

 

Joice Santana, proprietária do Joice Pesca e Tur, que opera no rio Paraguai, em Corumbá, está trabalhando para oferecer um atendimento seguro. “Estamos alinhando todos os procedimentos necessários com os órgãos competentes para que possamos viajar com segurança, prezando o bem-estar do pescador para que, em breve, possamos retomar", conta.


Barco-hotel Pérola do Iguaçu 


Carla Santana, sócia da embarcação, que opera no Paraguai, no rio Paraná, também aguarda o decreto para o retorno das atividades. “A fronteira segue fechada, acredito que a partir de agosto, a pesca seja liberada. Enquanto isso, o barco foi adaptado a esse novo momento, higienização reforçada e a equipe já foi orientada quanto aos cuidados também”, conta. 

 


Tupana Tour 

 

O barco-hotel que opera no Amazonas, no rio Tupana, está prevendo a retomada das atividades para agosto. “Nós vamos seguir todas as orientações da OMS. Limpeza constantes, álcool em gel disponível para os clientes, máscaras e etc. Acreditamos que até lá tenha diminuído tudo isso, mas deveremos continuar tomando cuidado”, conta Geiza Brenda Rodrigues de Castro, proprietária. 

 

Araguaia Tur

 

Maria Carolina, administradora do barco-hotel e pousada Recanto do Sossego, em São Félix do Araguaia, diz que estão tomando todas as medidas preventivas e aguardando decreto para retomada. "Disponibilizamos álcool em gel para higienização das mãos, água e sabão nas pias. Máscaras para todos os colaboradores e, antes de efetuarmos as reservas, comunicamos aos clientes que devido às orientações e decreto da cidade é obrigatório o uso de máscaras na Pousada", conta. 

 

Jolitur Barco Hotel

 

Zé Roberto, o proprietário do barco-hotel que opera em Rubinéia, ressalta que estão seguindo todas as normas governamentais. “Acredito que a partir de junho a flexibilização seja maior e que possamos retomar nossas atividades", ressalta. 

 

Sem uma data oficial, muitos barcos trabalham com estimativas. Todos aguardam o decreto autorizando a retomada das atividades, seguindo todas as especificações de saúde. Ah, uma dica! Todos queremos voltar a pescar, isso é fato! Mas, seja consciente e só faça viagens, se a sua saúde estiver em dia.


Veja a notícia na TV:



Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS