Loader

AMPA alerta sobre molestamento de mamíferos aquáticos

A Associação Amigos do Peixe-boi publicou imagens de pescadores fazendo poses com um boto

Por FishTV - 16/12/2015 em Notícias / Meio Ambiente


A Associação Amigos do Peixe-boi (AMPA) mobilizou internautas neste mês em prol do meio ambiente ao fazer um alerta: o molestamento de mamíferos aquáticos. A entidade publicou nas redes sociais imagens de dois pescadores que fizeram diversas poses com um boto fora da água. De acordo com a AMPA, provavelmente a pesca do animal foi acidental - o que pode acontecer durante pescarias - porém, o que deveria ser feito após a fisgada por engano era devolvê-lo imediatamente ao habitat. 

Lawrence Ikeda, biólogo e apresentador do programa Biopesca, da Fish TV, explica que répteis, aves aquáticas, anfíbios e mamíferos podem ser atraídos pelas iscas, que geralmente são alimentos naturais desses animais. Mas, ao tentarem ingeri-los são pegos pelos anzóis. "Muitas vezes, querer ajudar pode trazer consequências ruins tanto para o animal quanto para o pescador. A sugestão é cortar a linha o mais próximo do anzol, mantendo uma distância segura. É muito provável que esse material irá oxidar e se soltar com o tempo", ressalta. 

Além disso, o biólogo destaca que os mamíferos jamais podem ser embarcados ou manuseados sem o conhecimento técnico. Esses comportamentos podem causar diversos efeitos nocivos. "A manipulação inadequada de um boto, por exemplo, pode afetar os órgãos internos por compressão ou deslocamento. A exposição ao sol e ao ar também ocasiona o ressecamento da epiderme, abrindo portas para infecções. Portanto, a retirada do boto de seu ambiente pode leva-lo à morte". 

Conheça as leis:
A LEI Nº 7.643, DE 18 DE DEZEMBRO DE 1987, PROÍBE a pesca ou qualquer forma de molestamento intencional, de toda espécie de cetáceo nas águas jurisdicionais brasileiras, e dá outras providências.

LEI Nº 9.605, DE 12 DE FEVEREIRO DE 1998, Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências.

MAIS NOTÍCIAS