Loader

Albatroz-de-sobrancelha-negra não está mais ameaçado de extinção

A espécie era considerada vulnerável desde 2003

Por FishTV - 31/03/2015 em Notícias / Meio Ambiente

O albatroz-de-sobrancelha-negra (Thalassarche melanophris) deixou a lista de espécies ameaçadas de extinção. Desde 2003 o animal era considerado vulnerável. A ave migratória viaja pelos mares do hemisfério Sul e possui asas negras que se destacam em meio à plumagem branca e olhos marcantes. 

Animal é listado como Quase Ameaçado (NT) pela IUCN. (Imagem:Reprodução)


Atualmente o albatroz-de-sobrancelha-negra é listado como Quase Ameaçado (NT) pela IUCN. Por ser uma espécie oceânica é vítima da captura acidental pela pesca industrial, ficando com frequência presa as redes de pesca e arrastadas para o fundo do mar. 

O Plano de Ação Nacional para a Conservação de Albatrozes e Petréis (Planacap) luta pela preservação da espécie. Entre as medidas de prevenção da captura acidental estão uma Instrução Normativa elaborada pelos Ministérios do Meio Ambiente (MMA) e da Pesca e Aquicultura (MPA), que prevê ações como o uso de espantador de aves nas embarcações e o uso adequado de pesos nas linhas de pesca para que afundem mais rápido. 

O albatroz-de-sobrancelha-negra é vítima da da captura acidental por pescadores industriais. (Imagem:


A espécie se desloca de ilhas distantes durante o inverno para buscar alimento no Brasil. Podem viver até 30 anos. Alimentam-se principalmente de crustáceos, peixes e lulas. É comum serem vistos na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo (SC), no Parque Nacional da Lagoa do Peixe (RS) e nas Áreas de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba (PR) e em Fernando de Noronha (PE).


Fonte: UOL 

MAIS NOTÍCIAS