Loader

Abrasel e WWF firmam parceria para incentivar consumo consciente

Campanha Do Mar à Mesa convida mercado e consumidores a adotarem o consumo consciente do pescado

Por FishTV - 19/05/2015 em Notícias / Meio Ambiente

Anchoíta, Calamar, Carapeba e Olhete. Os nomes podem não soar familiares, mas estes são pescados comuns na costa brasileira e cujo consumo consciente passa a ser incentivado por meio da campanha "Do Mar à Mesa". A ação é fruto da parceria entre o WWF-Brasil e a Abrasel, será direcionada aos pescadores, ao mercado e aos consumidores finais para que entendam a importância de escolher de maneira responsável o que entra no cardápio. 

Guia orienta quais espécies podem ser consumidas e quais estão ameaçadas e devem ser evitadas. (Imagem:Reprodução)


Hoje dezenas de espécies de pescados são capturadas diariamente no Brasil, muitas de maneira inadequada, tendo como consequência a sobrepesca e o risco de extinção. Segundo o diretor executivo da Abrasel, Gustavo Timo, hoje 26% das espécies comerciais de peixes está em situação de risco no país. "Um bom exemplo é a sardinha verdadeira, principal espécie de pescado produzida por aqui: em 1973, ela tinha o volume de 228 mil toneladas e, em 2011, atingiu 75 toneladas. Ou seja, uma perda de dois terços do volume de pesca dessa espécie em pouco menos de 40 anos", afirma.

Consumo de camarão-rosa deve ser evitado devido a ameça de extinção pela sobrepesca. (Imagem: Reprodução)


Além dos problemas com o processo de pesca, outro importante alerta está ligado ao aumento exponencial do consumo de pescado. Em 1960, a média mundial do consumo por pessoa era de 9,9Kg por ano; já em 2012 passou a ser de 19,2Kg/ano. 

No Brasil, grande parte dos peixes, crustáceos e moluscos fornecidos para o mercado são provenientes da pesca artesanal. As comunidades pesqueiras são alvo do programa "Do Mar à Mesa", que pretende capacitar e empoderar estes pescadores por meio de cartilhas e de oficinas. Neste primeiro momento, o projeto-piloto será desenvolvido no litoral norte de São Paulo.Para saber mais clique aqui.

MAIS NOTÍCIAS