Atum havaiano tem altos níveis de mercúrio, diz pesquisa

Maior presença da substância em peixes é resultado da poluição do mar

Por FishTV - 05/02/2015 em Notícias / Geral

Um estudo publicado pelo periódico cientifico Environmental Toxicology and Chemistry journal  indicou que os níveis de mercúrio no atum-albacora-havaiano aumentaram cerca de 4% ao ano. Fato que pode estar relacionado ao crescimento da poluição no mar, alertam os cientistas.

Segundo os pesquisadores os níveis de mercúrio nos oceanos estão aumentando globalmente. Centrais elétricas alimentadas a carvão e operações em minas de outro produzem mercúrio, um metal pesado, muito tóxico, que está presente nas águas do mundo todo e que pode representar riscos para a saúde das pessoas que se alimentam de determinados peixes que vivem em mar aberto.  

Estudo estima que até 2050 níveis de mercúrio no oceano Pacífico Norte devem dobrar. (Imagem: Reprodução/NOAA)


O estudo analisou dados do atum-albacora da região próxima ao Havaí de 1971, 1998 e 2008, calculando o nível de mercúrio nos músculos dos espécimes capturados. Ao todo 229 exemplares foram analisados, sendo que os exemplares de 2008 apresentaram aumento de 3,8% no nível de mercúrio. 

O atum-albacora é popularmente utilizado no preparo de sushis e já é considerado como sendo uma espécie com alto nível de mercúrio pelo Conselho de Defesa dos Recursos Naturais.

A pesquisa sugere ainda, que até 2050 níveis de mercúrio nas águas do Pacifico Norte vão dobrar, caso a poluição dos oceanos aumente. Seguindo esta tendência, consequentemente as concentrações de mercúrio nos peixes também.


Fonte: G1
Avalie esta notícia:

MAIS NOTÍCIAS