Loader

Peixe-leão ameaça equilíbrio ambiental na costa brasileira

Animal invasor não possui predadores naturais no Atlântico

Por FishTV - 14/03/2015 em Notícias / Meio Ambiente

Considerado uma das maiores ameaças à biodiversidade marinha do Oceano Atlântico, o peixe-leão está aos poucos chegando ao litoral brasileiro. O primeiro exemplar da espécie foi encontrado a menos de um ano, em Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro. Um grupo de mergulhadores afirma ter encontrado recentemente um segundo exemplar no mesmo local.

Primeiro exemplar da espécie foi encontrado a menos de um ano, no Rio de Janeiro. (Imagem: Reprodução)


Endêmico dos oceanos Índico e Pacífico, o peixe-leão não possui predador natural no Oceano Atlântico. Com grande capacidade de capturar e comer tudo o que encontra pela frente, este animal já foi responsável por provocar grandes estragos à vida marinha do mar do Caribe nos anos 80, reduzindo drasticamente a produção de peixes. Outra característica preocupante que torna a espécie um invasor implacável, se deve ao fato de uma só fêmea poder botar dois milhões de ovos por ano.

O peixe-leão pode até parecer inofensivo, porém suas barbatanas em formato de espinhos possuem veneno. (Imagem: Reprodução)


Sendo uma espécie ornamental vendida para enfeitar aquários, acredita-se que nos Estados Unidos, os peixes-leão foram jogados no mar por pessoas que desistiam de mantê-los em casa. Outra hipótese é a de que o furacão Andrew, que passou pela Flórida em 1992, tenha destruído lojas de animais e levado os peixes para o oceano.   No Brasil a espécie pode ter sido introduzida, fora do seu habitat, pelo mercado de aquários. 

Atualmente o peixe-leão está sendo monitorado no Brasil, porém ainda não é possível saber se a invasão pode aumentar e provocar os mesmos estragos causados no mar do Caribe. Biólogos e pesquisadores também orientam a população, que não joguem esta espécie nos oceanos. 

MAIS NOTÍCIAS