Loader

Sustentabilidade é opção para crescimento da produção de pescado

Meio ambiente e qualidade de produção foram temas de simpósio sobre piscicultura

Por FishTV - 21/06/2016 em Notícias / Aquicultura

Segundo o último levantamento do extinto Ministério da Pesca e da Aquicultura, agora incorporado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a produção mundial de pescado é de 158 milhões de toneladas por ano. O objetivo do governo federal é dobrar a produção aquícola em cinco anos. Maneiras para alcançar esse objetivo foram discutidas no "One: Simpósio de Ideias Alltech", realizado em Lexington, no estado norte-americano do Kentucky.

Foto: internet


No evento, o doutor e especialista em aquicultura Sérgio Zimermann ressaltou que o crescimento da piscicultura pode se dar com a chamada permacultura. "Isso significa uma sustentabilidade em que cada unidade movimenta o mínimo de nutrientes. O resíduo de uma atividade pode ser o nutriente de outra, por exemplo", explica. 

Para Zimermman, o mais importante no simpósio foi a visão de atividade agrícola integrada, tendo em vista o crescimento da aquicultura no setor de agronegócio. Além disso, entre as discussões levantadas pelos palestrantes, estavam outros pontos como os sistemas de produção, reprodução saudável dos animais, meio ambiente, melhoramento genético, qualidade e produção. O evento contou com a presença de 60 palestrantes renomados nas áreas de ciência, agricultura, tecnologia e negócios. 

A sustentabilidade do setor foi discutida em simpósio. Foto: Alltech


Para Fábio Sussel, Brasil pode ser grande produtor de pescado 

O especialista em nutrição de peixes e apresentador do programa Aqua Negócios da Fish TV, Fábio Sussel, acredita que o país pode se destacar como produtor de pescado.    "Por ser detentor da maior reserva de água doce e maior diversidade de espécies aquáticas do mundo, além da grande disponibilidade de ingredientes para formulações de rações, não há dúvidas de que o Brasil é o local com melhores condições para crescer nesse setor". 

MAIS NOTÍCIAS