Crescimento da aquicultura no Brasil

A técnica auxilia na preservação do meio ambiente

POR Fishtv | 08/06/2017 13:16:30
Imprimir Imprimir
Compartilhe: Facebook Twitter Google+
Preservar o ambiente já se tornou uma meta mundial e a aquicultura é uma das principais formas de fazer isso acontecer. O Brasil apresenta grande biodiversidade, contando com mão-de-obra, clima favorável para desenvolvimento dos organismos, 8.400 km de costa marítima e 12% de água doce do planeta. Para cultivar organismos aquáticos de forma equilibrada e investir na aquicultura como objetivo de preservar o meio ambiente e aumentar a criação de peixes, os produtores procuram especializar-se no assunto e ter mais tecnologia.
 
"No Brasil, não falta tecnologia para aumentar a produção de pescados e investir na aquicultura, mesmo que tenhamos iniciado nesse mercado há não mais que 20 anos", comenta Fábio Sussel, apresentador do programa Aquanegócio na Fish TV. Para ele, o país está avançando no mercado da aquicultura a cada ano e, com isso, pode se aproximar de outros países que mantém a técnica há algum tempo, como China, Índia, Indonésia e Vietnã. "O mais importante da aquicultura no Brasil é a preocupação com o meio ambiente", garante Sussel.

De acordo com o apresentador, as espécies nativas com potencial para crescimento futuro no Brasil são tambaqui, pintado, pacu, pirarucu e lambari. Além de aumentar a quantidade de peixes nos rios, nos mercados e duplicar a alimentação da sociedade, a aquicultura sendo apoiada vai melhorar a preservação da natureza, ou seja, os peixes nativos devem ter qualidade nos rios e no meio ambiente para viver. Segundo Sussel, o Brasil se encontra em um período de crescimento da aquicultura, pois a sociedade percebeu que é melhor criar peixes nativos do que somente extrair das águas.

O país cresceu exponencialmente nos últimos cinco anos no setor de pescados, sendo as regiões sul, nordeste e sudeste as principais produtoras. Com esse aumento o setor acredita que chegando ao ano de 2020 a geração terá 2 milhões de toneladas/ano de peixes. Para Sussel essa ideia é viável, pois a produção das espécies de tambaqui e pintado ganham destaque na região norte. "A geração está apoiando a aquicultura, esse é um forte indício de consciência ambiental", finaliza.
Crescimento da aquicultura no Brasil